top of page
  • Foto do escritorcbioclimamidia

Confira o vídeo do Lançamento do CBioClima, um Centro de Excelência em Pesquisa sobre Biodiversidade e Mudanças Climáticas

Atualizado: 12 de jun.








Lançamento do CBioClima: Um novo marco na pesquisa científica sobre Biodiversidade e Mudanças Climáticas

Gabriela Andrietta

Vídeo: Jorge Álvares Marinho

O CBioClima é o primeiro Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPID) da Fapesp sediado na Unesp, marcando um avanço significativo na pesquisa científica. Este centro inovador se dedica a compreender a perda de biodiversidade diante da crise climática.

A mesa de abertura do  evento contou com a presença da Professora Maysa Furlan, vice-reitora da Unesp; do Professor Edson Cocchieri Botelho, Pró-reitor de Pesquisa da Unesp; do Professor Adalgiso Coscrato Cardozo, Diretor do IB-Unesp; da Professora Patrícia Morellato, Diretora do CBioClima; e do Professor Carlos Frederico de Oliveira Graeff, representante da FAPESP.

Patrícia Morellato, diretora do CBioClima, enfatizou a relevância do tema no contexto das mudanças climáticas. "Nunca houve um CEPID com esse tema, e é um tema muito atual: entender a perda de biodiversidade em face da crise climática que estamos vivendo hoje," disse Morellato. Maurício Bacci Júnior, vice-diretor, destacou os 16 anos de trabalho que culminaram na criação do CBioClima.

Sobre a importância do financiamento, Edson Cocchieri Botelho ressaltou: “O CEPID promove a pesquisa de qualidade em rede, congregando todas as unidades da universidade. De norte a sul do estado de São Paulo, conseguimos reunir pesquisadores altamente qualificados em um grande projeto comum.”

A diretora do CBioClima, Patrícia Morellato reforçou que a reitoria prontamente atendeu à demanda para a contratação de gestores. “Já temos dois gestores, um técnico, e quatro concursos abertos para a contratação de mais funcionários em tempo integral para trabalhar no centro,” disse. Maysa Furlan acrescentou: “A instituição é responsável por manter toda a infraestrutura de pessoal e a infraestrutura física para que o CEPID possa realmente cumprir seu papel, que é trazer conhecimento de ponta nas áreas que ele se propõe a discutir.”

Adalgiso Coscrato Cardozo, diretor do Instituto de Biociências do Campus de Rio Claro, enfatizou que “Toda a experiência adquirida no CEPID será disseminada junto à sociedade, nas mídias locais e nacionais, e esse know-how trará frutos muito importantes para a população próxima do campus e da região.”


Internacionalização, Inovação e Disseminação


A internacionalização, a inovação e a disseminação são eixos centrais para o CBioClima. Vitor de Miranda, Coordenador de Internacionalização, destacou a relevância da colaboração internacional como um pilar fundamental. "A colaboração com instituições internacionais não só eleva a qualidade das nossas pesquisas, mas também amplia as possibilidades de inovação e intercâmbio de conhecimento," afirmou.

Mauro Galetti, Coordenador de Disseminação, enfatizou a importância da divulgação dos resultados para a sociedade. "É crucial que a sociedade tenha acesso às descobertas e inovações geradas no CBioClima. A disseminação efetiva dos resultados pode transformar o conhecimento científico em soluções práticas para os problemas cotidianos," ressaltou Galetti.

Leonardo Fraceto também destacou a missão do centro em levar os frutos da inovação para a sociedade. "Nosso objetivo é garantir que a inovação gerada no CEPID possa auxiliar na resolução de problemas da sociedade, atendendo às expectativas e necessidades da população," concluiu.


Impacto na Comunidade e na Carreira dos Pesquisadores


Essa abordagem reforça o compromisso do CBioClima com a excelência científica e a responsabilidade social, buscando sempre a integração do conhecimento acadêmico com as demandas e desafios da sociedade. O CBioClima não se destaca apenas pela disseminação do conhecimento científico, mas também pelo impacto significativo que tem tanto para os pesquisadores quanto para a comunidade.

Lara Santello, doutoranda, destacou a excelência dos cientistas envolvidos no CBioClima e a segurança proporcionada pelo financiamento garantido pela Fapesp até 2033. "A presença de pesquisadores renomados e o suporte financeiro contínuo criam um ambiente propício para avanços científicos de ponta," afirmou Santello.

Diego Assis, pesquisador de pós-doutorado, vê no CBioClima uma oportunidade única para gerar conhecimento e desenvolver soluções que beneficiem a sociedade. "Trabalhar no CBioClima nos permite não só aprofundar nosso entendimento científico, mas também aplicar esse conhecimento de forma prática para resolver problemas reais," destacou Assis.

Saura Silva, pesquisadora do CBioClima, reforçou a visão de seus colegas, enfatizando a paridade do centro com instituições de renome global. "Minha experiência como bolsista de pesquisa me permitiu constatar que nosso centro está em pé de igualdade com as melhores instituições do mundo em termos de excelência acadêmica e capacidade de pesquisa. Isso me motiva ainda mais a buscar novos desafios que tragam benefícios para a preservação da biodiversidade e, consequentemente, para a sociedade," declarou Silva.


Oportunidades para Jovens Pesquisadores


Rodrigo Valim, Graduando em Ecologia, Unesp Rio Claro, explicou que "Como aluno de graduação em Ecologia e participante de um projeto de iniciação científica, o CBioClima proporciona uma base sólida para quem está começando na carreira científica. O centro oferece não apenas oportunidades de experiência internacional, mas também um financiamento seguro. Desde sua criação, o CBioClima já se estabeleceu como um centro de referência em qualidade de pesquisa, o que é extremamente motivador para nós, jovens pesquisador

Rafaela Forti, Mestranda ligada ao CBioClima, explicou: "Ter nascido e me formado em Ciências Biológicas em uma região que abriga um dos melhores centros de pesquisa do planeta é motivo de grande orgulho. A proximidade do CBioClima com a minha casa me permite dedicar-me integralmente à minha pesquisa de mestrado. Com essa infraestrutura de ponta e o suporte contínuo, sinto que não há limites para o que posso alcançar em minha carreira acadêmica."

Com um compromisso firme em promover a excelência acadêmica a preservação da biodiversidade, o CBioClima visa a integração da pesquisa científica com as necessidades da comunidade, garantindo benefícios tanto para os pesquisadores quanto para a sociedade como um todo.

66 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page